Recebemos a visita de alunos de São João do Garrafão

No final dom século 19, vieram para o Brasil os primeiros Holandeses, para emigração, estes não vieram em colonias, mas foram se instalando no Espírito Santo, em São João do Garrafão, junto com Pomeranos e italianos.
Por muitos anos mal se tínha nóticias deles, pois eles estavam muito ocupados vivendo principalmente da agricultura, numa vida muito difícil, sem amparo nem por parte do governo Brasileiro, nem por parte do governo Holandes.
Os anos passaram, a fase mais dificil também, e com a comunicação agora mais fácil, iniciou-se um contato entre nós e eles. Já faz alguns anos que o Petrus fez aprimeira visita a região, e assim esporádicamente nos mantemos em contato.
Na verdade o que motivou este contato é o interesse que eles tem em manter viva a cultura holandesa, coisa que nós também fazemos aqui.
DSC00729  II
Motivados por isso, na semana passada recebemos aqui a visita de 17 alunos da Escola Família Agrícola de São João do Garrafão.
de lá, para aprender danças folclóricas holandesas e conhecer Holambra. Infelizmente eles estiveram aqui nos dias em que não há expoflora (problemas de agenda) e não puderam ver outros grupos dançando, mas a sorte disso é que puderam aprender bastante com o Petrus.
DSC00668  II

2a semana de Expoflora

Acabamos de encerrar a segunda semana de expoflora!
É sempre muito corrido, mas muito gratificante estar lá!
Na sexta feira houve o encontro, por acaso, de 3 grupos de dança da 3a idade, e claro que não deixamos passar a oportunidade de dançarmos todos juntos.
100 3378  II

Os integrantes do grupo de Vargem Grande do Sul prepararam, de ultima hora, roupas inspirados nos Holandeses e ficou muito charmoso, vejam:
100 3359  II
Especial também é o fato de 3 grupos de 3 cidades poderem se encontrar e dançar juntos! só mesmo a dança circular para fazer este “milagre”!
100 3375  II
Na sexta a tardezinha tivemos também a roda aberta de dança circulares! e isso já está se tornando uma tradição!
100 3400  II
Vejam ainda uma bela foto dos nossos jovens dançando em um dos “palcos” da Expoflora. Espetaculo este que se repete inúmeras vezes ao dia, nos diversos palcos da Expolora. Vale lembrar que estes jovens ensaiam o ano todo somente para se apresentar na Expoflora! são 4 semanas de festa!
100 3468  II

Páscoa- Rituais de passagem e transformação

RESERVE O DIA 16 DE ABRIL PARA VIVER UM MOMENTO MUITO ESPECIAL:

REALIZAR A PÁSCOA
EM SUA VIDA

Rituais de Passagem e Transformação

Pessach, a Páscoa Judaica é associada à libertação e fuga do povo de Israel do Egito, que significa lugar estreito, sem movimento.
A Páscoa Cristã celebra a ressurreição do Cristo, após sua morte por crucificação.
Essas passagens bíblicas estão vivas e são representadas por todos nós cotidianamente. Quem nunca se sentiu num lugar estreito, infeliz e sem saber para onde ir? O que antes era bom, agora já não o é mais. O que fazer?
A alma sufocada pede movimento. Ir para onde?

A proposta desse trabalho é ir em direção a um lugar profundo de nós mesmos e olhar aspectos de nossa vida que estão estagnados e através das Danças Circulares colocá-los em movimento, num processo continuo de renascimento.

    Dia 16 de abril das 9h00 às 17h30

Local:
Recanto do Idoso – Casa da Amizade
Rua Professor José Silveira – Bairro Bela Vista II – Sacramento/MG

Programação:

Danças Circulares e Sagradas
Meditação
Circulo de Estudos

Investimento: R$ 130,00
Inscrições até o dia 14/04
Informações:
Lize – 34 88672818. – lize@translate.com.br
Maristela – 34 88470316 – mmaristelaramos@gmail.com
Focalizadoras:
LIZE DE BLOCK— Fisioterapeuta , formação em cadeias Musculares GDS, Focalizadora de DCS desde 2005. Fez wk com Friedel Kloke Saskia e Nanni, Gabrielelle Mosien, Renata Ramos, Pablo Sconik, dentre muitos! Atuante no I Dança Viva em Holambra. Organizadora do curso de formação em DCS!

MARISTELA RAMOS – Professora de Educação Física. Especialização em Arteterapia em Educaçao e Saúde. Focalizadora de Danças Circulares e Sagradas e Jogos Cooperativos para a Paz; Certificações dentro da proposta de Valores Humanos: Fundação Peirópolis; THE INSTITUTE OF SATHYA SAI EDUCATION – Thailand. Participou das atividades do curso EXPERIENCE WEEK em Findhorn Foundation na Escócia.

Divulgando: Paneuritmia no espaço Rosa de Nazaré

PAN-EU-RITMIA: dançando a harmonia do universo
A Paneuritmia é uma dança sagrada – ou conjunto de exercícios físico-espirituais – que se originou na Bulgária. O criador foi o mestre espiritual Petar Danov, ou Beinsa Dunó, seu nome iniciático.
Como indica o próprio nome da dança (pan = universal, eu = harmonioso e ritmia – derivado de ritmo), os movimentos reproduzem a harmonia do Universo, e ajudam a recriá-la em cada um dos participantes, que agem ainda como transmissores das idéias contidas em cada exercício, visando a preparar a humanidade para o próximo ciclo evolutivo.

Nesta primeira etapa, dançaremos toda a Paneuritmia, mas nos aprofundaremos em sua primeira metade, indo até o movimento no 15. Ainda este ano, provavelmente em setembro, estudaremos os outros exercícios, até o final.
* Maria Eugênia da Rocha Nogueira é psicóloga (psicoterapeuta junguiana) e astróloga.Licenciada em Música, com especialização em Musicoterapia. Aprendeu Paneuritmia com Ardella Nathanael, de 1994 a 1996. Desde então, pratica e ensina essa dança, tendo participado de um seminário na Califórnia, EUA, em junho de 1999, com Maria Mitovska, e do festival anual realizado nas montanhas Rila, na Bulgária, em agosto de 2004, onde passou 25 dias. Em 2007, frequentou em São Paulo workshops do professor búlgaro Rúmen Bakalov. Para maiores informações, contatar mariaeugenian@ig.com.br

Local: Rosa de Nazaré
Contribuições:
a) Paneuritmia, enquanto disciplina espiritual, contribuição livre.
b) hospedagem e alimentação: valor promocional de R$ 120,00 na inscrição.
Horários: de sábado às 9h (opcionalmente desde sexta à noite) a domingo às 15h.
Inscrições e informações: contato@rosadenazare.org.br
Telefones: 11-9953 0139 ou 11-3644 7141 com Dino

Dias 16 e 17 de abril de 2011

Petrus visita grupo de 3a idade em Espírito Santo do Pinhal

Em Espírito Santo do Pinhal, existe um grande grupo de danças circulares, na verdade são vários grupos espalhados pela cidade. Tudo isso se deve ao empenho de uma pessoa: o Luiz Fernando! Uma pessoa que “caiu” no mundo da dança circular meio que por acaso e se apaixonou pelas danças circulares! isso já faz uns bons anos.
Ele trabalha com grupos de 3a idade, e com isso foi trazendo as danças aos poucos para estes grupos que hoje são apaixonados também pelas danças circulares.
No inicio deste ano, o Fernando descobriu um problema de saúde e está se cuidado para resolver logo o problema! estamos torcendo e enviando energias positivas para que esta história fiquei logo no passado.
O Petrus foi para lá justamente para dançar com um dos grupos dele, ajuda-lo com as danças e seus grupos agora que ele tem que se reservar um pouco. E promete ir mais vezes, pois além de devermos isso a ele e a estas pessoas que gostam tanto das danças, é um prazer dançar com que realmente gosta de dançar!
3a idade E.S.Pinhal  4  II

curso para os monitores do Florescer em Tapira- MG

Já não é novidade que o Petrus tem uma relação muito especial e próxima com a empresa Terra Viva, empresa que ele ajudou a fundar e trabalhou até decidir seguir o caminho das danças circulares.
Esta empresa é uma verdadeira parceira nossa, nos apoiando e seguindo ao nosso lado. Porém esta empresa tem um lado social muito forte, e um de seus projetos mais bem sucedido nesta área são os grupos do projeto Florescer, do qual já falamos aqui inúmeras vezes.
Florescer Tapira  2   II

Agora eles estão queremos formar um grupo do projeto florescer em Tapira e portanto o Petrus também estava presente!
É um projeto que está começando por lá, e portanto com poucas pessoas ainda. Mas temos a certeza que irá dar certo por lá também, trazendo inúmeros benefícios para as crianças e jovens que participarem.
A parte do Petrus é sempre ensinar as danças para os monitores e estes focalizam as danças junto com as crianças e jovens, quando eles estiverem no projeto,
Florescer Tapira  5  II